Europa, road trips

Viagem ao Sul de Itália | Santa Ágata di Puglia, numa Itália menos conhecida

Empoleirada numa das suaves montanhas da Puglia está Santa Ágata. São muitas as Santas Ágatas em Itália, esta é a da Puglia e diz-se que é o farol do sul.

Na nossa viagem a Itália tivemos o privilégio de ser liderados por alguém da terra, alguém “pugliese”. Esse alguém nasceu aqui e foi por isso que aqui viemos parar. Obrigado Carmen Lorusso.

O mês foi Agosto, o calor intenso, quase tão intenso como o dourado dos campos de “trigo duro”. O tal trigo para fazer pasta. E que pasta!

Esta sempre foi a Itália do meu imaginário. A ruralidade é algo que está entranhado e não lhe consigo fugir. Nem quero.

Adorei o início de noite com os locais a passearem e conversarem na praça. Adorei estar na mercearia da mãe da nossa Carmen e ser bombardeado com simpatia, aquela simpatia italiana dos gestos imensos e do calor humano de que tanto ouvimos falar.

Adorei o workshop de pasta, adorei e sorri ao não ver arroz à venda nas mercearias.

Adorei em plena europa ver pessoas com orgulho de ver turistas na terra. Adorei ver desmontado todo o preconceito de eventual sobranceria italiana.

Adorei ter visto um mercado com queijo mozzarella, com tomate seco e orégãos.

Adorei quase ninguém saber falar inglês.

Adorei o antipasto, o primeiro, o segundo e o…tiramisú.

Senhora italiana fazendo as famosas orechiette, massa típica da Puglia

Adorei italianos confundirem-nos com…italianos, quiçá talvez de uma região remota de Itália.

Adorei o cheiro do calor intenso nos extensos campos de trigo.

Adorei as conversas de fim de noite regadas com bom vinho.

Adorei o silêncio do dia, e a azáfama e o ruído nas ruelas da aldeia com os imigrantes, fez-me lembrar Portugal. Pois claro, é o sul da europa.

Adorei ter conhecido o “Tony de Santa Ágata” e de ter cantado para nós.

A quem tenho de agradecer por ter nascido aqui nos arredores do mediterrâneo?

Francisco Agostinho

Texugueira | Bidoeira de Cima 19/08/2021

Deixe uma resposta