Omã

FORTE BAHLA Património Unesco/CASTELO JABREEN-Omã

Decididamente Nizwa foi a melhor escolha para servir de base de visita ao Forte de Bahla e ao castelo de Jabreen.

Do primeiro distam cerca de 45km e do segundo acrescentem mais 8 na mesma direcção. Como tinha carro alugado optei por visitá-los em dias diferentes. Se estiverem com um passo mais apressado, uma manhã é suficiente para ver estes lindos monumentos de Omã.

Omã tem no entanto centenas de fortes e castelos espalhados por esta região, assim, tive de fazer escolhas. A escolha incidiu sobre Bahla, principalmente porque está inscrito na lista de património UNESCO , e sobre o castelo de Jabreen/Jibreen que é continuamente descrito em guias e blog’s da especialidade como um dos mais bonitos de Omã. Não me restavam assim muitas dúvidas de quais visitar.

Bahla Fort

 

Jabreen castle (entrada principal)

De um modo muito simplista diria que um impressiona pelo exterior, e o outro pelo seu interior, vamos perceber porquê ?

FORTE DE BAHLA:

Um dos mais antigos e maiores fortes de Omã, é o único inscrito na lista de património UNESCO desde 1987. Algumas investigações recentes concluíram que as partes mais antigas do forte terão sido construídas 500 anos AC, impressionante, não? O forte foi reconstruído várias vezes ao longo dos séculos sendo que uma das maiores ocorreu no séc.XIII levada a cabo pela tribo Banu Nehban que dominava a área desdo o séc.XII, transformando-o num impressionante exemplar da sua arquictectura.

Entrada do forte

O forte contudo foi se degradando com o passar dos anos até meados anos 80 do séc.XX, época em que o governo Omanita decidiu pôr mãos à obra e iniciou uma grande restauração que apenas terminou em 2012.

Interior do forte de Bahla

Passei aqui uma bela tarde, fartei-me de deambular por salas e salinhas, torres e muralhas…. como tinha tempo sentei-me nuns bancos até o forte fechar e limitei me a contemplar o momento e as vistas maravilhosas sobre todo o vale.

Mesmo sendo um dos maiores exemplos da arquitectura medieval Omanita, tomei nota que apesar estar aberto desde 2012 não existem ainda “facilitadores” de compreensão da visita, isto é;  placas indicativas ou descrições da utilização das várias salas existentes, ou mesmo um mero folheto explicativo em papel. Abordei o assunto a quem estava a cobrar o bilhete e simpaticamente disseram que o governo estava a tratar disso, e que em breve tudo seria feito para que as pessoas melhor compreendessem o monumento. Aguardemos…

Apesar do seu interior vazio, como referi as vistas das muralhas são deslumbrantes, pena o forte não estar aberto até ao pôr do sol pois proporcionaria um cenário bem místico.

Vistas da muralha do Forte de Bahla

 

CASTELO DE JABREEN:

Visitei este lugar vindo de Nizwa antes de partir para Jebel Shams. Cerca de 8/10km a sul de Bahla está situado aquele que é considerado por muitos o mais bonito castelo de Omã. Este castelo foi construído no séc.XVII pelo Sultão Al Yarubi, filho do Sultão responsável pela expulsão dos portugueses do Sultanato.

O castelo de Jabreen tem uma particularidade em relação aos demais castelos de Omã. Mesmo tendo em conta o seu austero aspecto exterior que nos coloca em cenários de guerra, ao contrário de todos os outros foi construído em tempos de paz e para celebrar a paz. Foi construído por um filho do Sultão Al Yarubi absolutamente apaixonado pelas artes e ciências que o dotou de pormenores arquitectónicos deliciosos no seu interior.

Com diferentes e numerosas salas de recepção, salas de jantar, tribunal, uma biblioteca e salas de aula é ainda conhecido pelas suas varandas em madeira e as fabulosas pinturas nos seus tetos.

Aqui, logo à entrada na bilheteira foi me oferecido durante a visita um audio guia em várias línguas o que ajudou bastante à compreensão do edifício. Todas as salas estão também devidamente identificadas.

Neste dia como tinha outro destino em mente, visitei este lugar um pouco à pressa, o lugar não o merecia, pois é encantador.

Apenas “assombrado” pela traição de seu irmão que o removeu do trono, este castelo mais se assemelha a um palácio dado ter sido construído totalmente pelos fundos pessoais do Sultão Al Yarubi (filho) numa espécie de homenagem sua à cultura.

Livros na Biblioteca

Muitos viajantes tendem a optar por visitar apenas o Forte de Bahla por ter sido renovado recentemente, por constar da lista de património da UNESCO e por ser milhares de anos mais velho que Jabreen. Não tenho dúvidas de que vale a pena dar aqui um “saltinho” de 10km após ou antes de visitar Bahla. 

COMO CHEGAR: Não há transporte público para Bahla ou Jabreen. A solução é apanhar um táxi em Nizwa até Bahla (1 Rial) em táxi partilhado e depois seguir para Jabreen noutro táxi (1 Rial), só ida. Como em Jabreen o castelo está isolado da localidade terá de negociar um preço com o táxi pois a melhor solução será ficar à sua espera. Considere alugar um carro em Nizwa e explorar à vontade a zona. É o meu conselho.

CUSTO DE ENTRADA NOS MONUMENTOS: 500bzs em cada (cerca de 1.50€)

HORÁRIO DE VISITAS: Sábados a Quintas das 9h às 16h.

16 Comments

  • Reply

    Tina Wells

    17 Junho, 2017

    Dois lugares muito lindos e interessantes! As vezes é melhor mesmo apenas sentar e contemplar! Com certeza vale visitar os dois! O que são 10 quilômetros em meio a tanta história?

  • Reply

    Lua Ferreira

    17 Junho, 2017

    Uau! Não conhecia esses lugares….e são impressionante. Certamente vale a pena os 10 kms para conhecer os dois. Qual o valor do táxi, em média, para esperar?

    • Reply

      projecto100rota

      18 Junho, 2017

      O táxi pode variar mas talvez uns 20€ para o dia todo. Ou se for meio dia nos dois locais 8/10€. Boas viagens!

  • Reply

    Marianne

    17 Junho, 2017

    Amo visitar fortes pelas cidades que viajo! Acho as construções lindas e as histórias sensacionais! Este é lindo, não a toa está na lista dos Patrimônios da Unesco! Adorei a dica!

    • Reply

      projecto100rota

      18 Junho, 2017

      Obrigado Marianne!

  • Reply

    rui batista

    18 Junho, 2017

    Estou a ficar cada vez mais curioso e interessado por Omã. O vosso excelente relato – texto e fotos – aguçou-me ainda mais o apetite. A ver se já encontro castelos com a devida informação em inglês, para que possa captar ainda melhor a essência dos lugares e de tudo o que nos rodeia. Abraço!

    • Reply

      projecto100rota

      19 Junho, 2017

      Sim vai até a Omã e partilha a tua experiência! Abraço!

  • Reply

    Gabriela Torrezani

    18 Junho, 2017

    Uau! lindíssimo esse forte… vocês estão me deixando cada vez mais curiosa para conhecer Omã. O país tem muita coisa linda a oferecer!

    • Reply

      projecto100rota

      19 Junho, 2017

      Gabriela Omã dá umas férias bem legais!

  • Reply

    angela sant anna

    19 Junho, 2017

    uma construção bem clean e localizada num lugar lindo, adorei a vista! mais um Patrimônios da Unesco para visitar!!

    • Reply

      projecto100rota

      19 Junho, 2017

      Já na época tinha bom gosto (para mim) jé que sou adepto do clean heheh

  • Reply

    Leo Vidal

    19 Junho, 2017

    Arquitetura bem diferente para um castelo como estamos acostumados a ver. Uma pena o interior estar um pouco deteriorado, porém algumas partes como mostrado nas fotos estão bem mantidas. Legal conhecer o local ao ler seu post.

    • Reply

      projecto100rota

      19 Junho, 2017

      O interior está um vazio (bahla) mas é normal p castelo também é um dos mais antigos do mundo!

  • Reply

    Anderson Kaiser

    20 Junho, 2017

    Poxa, que lugares lindos. Quanta história e quantas belezas por trás dessas belas construções.

  • Reply

    Ana

    20 Junho, 2017

    Que construções impressionantes, ambas lindíssimas… e a vista do primeiro forte é espantosa! É como te tenho dito, a cada publicação que vejo sobre Omã fico com mais vontade de conhecer o país, do qual honestamente pouco tinha ouvido falar até ler aqui pelas tuas páginas!

  • Reply

    Itamar Japa

    20 Junho, 2017

    Não tinha ouvido falar em nenhuma, aliás praticamente não conheço nada sobre o Omã, mas a cada post assim, vejo o quanto tem pra ver e conhecer! Adorei o post!

Deixar uma resposta