Espanha, road trips

PICOS DE EUROPA e uma inconsciente caminhada

Em pleno Norte de Espanha, a pouco mais de 350km da cidade de CHAVES em Trás os Montes, com um olho avistando o Mar Cantábrico, e o outro virado para as extensas planícies do interior espanhol, uma cordilheira emerge abruptamente com formações montanhosas espectaculares e de grande interesse geológico dominando as províncias  das ASTÚRIASCANTÁBRIA e ainda um pouco da extensa província de CASTELA E LEÃO.

Falamos do: PARQUE NACIONAL DOS PICOS DE EUROPA, o primeiro Parque Nacional de “nuestros hermanos”.

Corria o ano de 2008 quando nos decidimos aventurar por esta região.

Mais uma vez não pesquisámos grande coisa. Ficámo-nos por uma consulta ao estado do tempo (sempre fundamental quando se parte para a montanha)  naquela semana de Agosto de 2008 pois a ideia era acampar perto de POTES-CANTÁBRIA. Seria aqui a nossa base para explorar a região.

Até LÉON já na Espanha, a paisagem é agradável mas nada de extraordinária, mas assim que passamos LÉON em direção a RIAÑO pela N-621 a paisagem começa a mudar pois começamos aos poucos a subir para a entrada do Parque.

BARRAGEM DE RIAÑO

Passada esta localidade há uma bifurcação. Virando à esquerda seguem em direção a CANGAS DE ONIS/COVADONGA  pela N-621.

Virando no sentido oposto apanham a N-621 mas em direção a POTES/FUENTE DÉ/ESPINAMA, foi o que fizemos. No fundo, uma estrada contorna a cordilheira por um lado e a outra pelo outro, decidimos por esta pois como já referi ficaríamos alojados em POTES. Deste ponto até POTES distam perto de 60km, mas preparem-se, vão demorar muito a percorrê-los, curvas e mais curvas, mas também uma paisagem deslumbrante que decerto irá fazê-lo demorar mais uns minutos.

ARREDORES DE POTES 

 

POTES:

A decisão de ter estabelecido POTES como o ponto de partida da nossa breve exploração dos “PICOS DE EUROPA”, deveu-se apenas a uma indicação de um dos nossos familiares. Escolha acertada.

POTES (foto de Turismo de Cantabria.com)

POTES, situada bem no centro da comarca de LIÉBANA (assim chamada esta região) é uma simpática vila rodeada de montanhas e que conserva ainda uma áurea medieval com as suas ruelas e pontes de pedra.

Temos aqui todo o tipo de infraestruturas de apoio, como hotéis, pousadas e parques de campismo, mas também bons restaurantes onde se destacam bons pratos típicos como, a “FABADA ASTURIANA” e o “COCIDO LIEBANIEGO” além dons enormes “Chuletons de ternera assados” e queijos, muuuuuitos queijos fabulosos, para rematar tudo isto terminem com o famoso “LICOR DE ORUJO”. 

Uma outra bebida, muito popular, mas da qual não ficámos fãs é a SIDRA.  SIDRA é uma bebida alcoólica de maçã. É um pouco como se fosse a nossa “mini” em portugal, todos a bebem. Inclusivé achámos piada que em plena rua existem uns “aparelhos” tradicionais para facilitar todo o processo de degustação do néctar.

 

Nós gostamos muito de acampar, e como era verão e o tempo estava bom decidimos ficar num dos parques de campismo. Escolhemos o CAMPING LA ISLA  a 2km do centroÉ bem agradável pois é atravessado por um rio, tem muitas sombras, e por entre as árvores conseguimos avistar as imponentes montanhas.

Como devem calcular há muito para fazer nesta região. Apesar de a nossa ideia ser relaxar, descansar um pouco da azáfama do dia a dia visitámos alguns locais e fizemos uma “caminhadazinha”  inesperada de cerca de 20km… (e era para descansar…)

O QUE VISITÁMOS E FIZEMOS:

SANTUARIO DE COVADONGA

Não foi uma visita pré definida. Percorremos perto de 90km até chegar a este local religioso. Nada sabíamos dele, fomos andando, andando e seguimos apenas as indicações de uma placa que nos chamou à atençaõ.

O Santuário de Covadonga é um conjunto de uma basílica, um mosteiro e uma capelinha lindíssima em honra de Nossa Srª de Covadonga, encravada numa semi-gruta da montanha, chamada de Santa Cueva”, construídos para comemorar a vitória na Batalha de Covadonga contra os mouros, em agradecimento ao milagre da padroeira das Astúrias que fez soltar pedras da montanha arrasando o exército inimigo.

 

-MOSTEIRO DE SANTO TORIBIO DE LIÉBANA

De novo desde POTES tomando a direcção de ESPINAMA/FUENTE DÉ decidimos visitar este mosteiro que tínhamos visto ao longe da estrada e parecia ter algum interesse.

Este mosteiro franciscano em si é muito bonito e tem umas vistas sobre todo o vale deslumbrantes. Com origem no séc XIII alberga um vasto espólio de um Beato moçarabe de Liebana  que aqui escreveu e ilustrou os seus livros. O que mais nos surpreendeu foi saber que aqui  (e segundo a igreja católica), está guardado o maior pedaço da cruz em que Jesus Cristo foi crucificado. Como tivemos a sorte de entrar no exacto momento em que decorria uma missa, decidimos assistir e conseguimos mesmo tocar no “LIGNUM CRUCIS“.

Para saber mais informações de como visitar o mosteiro podem ver aqui. 

 

-GARGANTA DEL CARES

Já depois de consultados alguns folhetos no parque de campismo demos de “caras” com uma que é das caminhadas “must do” do parque e quiça uma das rotas mais espectaculares em toda a Europa. A Rota do rio Cares. Entre as localidades de CAÍN e PONCEBOS o rio Cares talhou literalmente as montanhas rochosas, atravessando-as em quase 20km de espectaculares canyons por vezes separados de escassos metros de uma margem à outra. Por algum motivo é conhecido por “GARGANTA DIVINA”.

Este sítio é uma das razões que nos fará voltar pois fizemos apenas 3km e voltámos para trás.

COMO NÃO É UM PERCURSO CIRCULAR COMEÇÁMOS NA PARTE SUL EM CAÍN (Léon).

Para mais informações podem ver aqui.

 

– FUENTE DÉ E…A CAMINHADA INCONSCIENTE…

Primeiro: FUENTE DÉ é uma pequena localidade rodeado de um imponente círculo de montanhas de pedra que mais parecem paredes. Daqui podemos apanhar um vertiginoso teleférico até um dos pontos mais icónicos do parque. Lá em cima num atordooante miradouro podemos contemplar toda aquela obra da natureza literalmente aos nossos pés.

Conseguem avistar o teleférico ? Foto por parador.es

Segundo: É muito fácil chegar a FUENTE DÉ. A partir de POTES tome a CA-185 no sentido CAMALEÑO/ESPINAMA e FUENTE DÉ…quando a estrada terminar e cerca de 20km depois chegou ao destino, vai estar cercado pelos majestosos paredões e não tem por onde fugir…

Para mais informações acerca do teleférico podem ver aqui.

 

-CAMINHADA INESPERADA

Sem muitos rodeios. Na volta de Fuente Dé e sensivelmente a meio caminho avistámos alguns caminhantes a descer a montanha na localidade de ESPINAMA. Parámos o carro e decidimos subir. Amigos, NUNCA, mas NUNCA se metam numa coisa destas. Os heróis já partiram todos…

Fomos subindo, subindo e quando demos por nós tínhamos subido cerca de 10km. Já lá em cima e em ambiente alpino acompanhados de algumas manadas de vacas que por ali pastavam, descansámos as perninhas. “So far so good“, é verdade. Mas o certo é que quem sobe tem de descer.

A hora já ia algo adiantada e as nuvens que touxeram também um friozinho começaram a pairar sobre as nossas cabeças, isso, e alguns pensamentos, tais como: “E agora? Teremos tempo de descer antes que escureça ? Será que vai chover ? 

Posto isto e ainda igorantemente felizes hehehe tirámos umas fotos e decidimos iniciar a volta…

A ignorância por vezes leva a estas loucuras mas também sortes. E foi o que nós tivemos. SORTE. Hoje e com mais alguma experiência em caminhadas de montanha surgem imediatamente mais duas perguntas:

-E se há uma lesão ? Res: Não tínhamos telemóvel sequer.

E se de repente, como é comum em alta montanha mesmo no verão, aparecer por ali uma tempestade e a temperatura até descer abruptamente ? Res: Não fazia a mais pálida ideia de que isso pudesse acontecer, era verão e o céu estava azul ! Eu, o Francisco estava em t-shirt e calções, a Carla um pouquito mais agasalhada, tinha calças…

-E tinham alguma lanterna “just in case” ? Res: Qual quê…só se fosse um isqueiro pois um de nós ainda dava umas passitas.

A temperatura desceu de facto mas nada de alarmante, ficámos sem água mas veleu-nos um riacho onde abastecemos a garrafinha 0,33…tudo o mais foi apressadamente tranquilo pois à medida que íamos descendo percebemos que nos safámos de boa.

O que está feito feito está. Correu tudo bem, a sensação foi de alívio um pouco como quando andamos de avião. Não temos medo, mas quando ele toca no chão é sempre melhor. Pessoal, reafirmo: NUNCA FAÇAM UMA COISA DESTAS, pode correr muito, muito mal.

 

E foi assim um resumo da nossa primira incursão por estas bandas, esperamos voltar desta vez mais preparados !

Coloquem de lado a nossa estupidez e espero que tenham ficado com vontade de visitar e conhecer melhor os PICOS DE EUROPA.

Boas viagens !

 

22 Comments

  • Reply

    Anderson Kaiser

    2 Dezembro, 2017

    Poxa. Que lugar lindo e que belas paisagens. Confesso que não conhecia, mas já está salvo aqui na lista de locais para visitar. Gosta bastante também dessas pequenas vilas cheias de surpresas.

    • Reply

      projecto100rota

      3 Dezembro, 2017

      É mesmo lindo Kaiser, visite ! Boas viagens!

  • Reply

    Luakfs

    2 Dezembro, 2017

    Caramba, a Espanha não para de surpreender! Esse lugar é lindo e deve ser muito agradável fazer esse passeio durante o verão. E passar uns dias hospedada nessa região não deve ser nada ruim…heheh Ja está na lida de lugares para visitar. Obrigada pelo post!

    • Reply

      projecto100rota

      3 Dezembro, 2017

      Eu pessoalmente prefiro a montanhe de verão heheh Não sou muito adepto de desportos de inverno hahaha Ficar hospedado na região é muito bom e nada caro para o que oferece !

  • Reply

    Travel Lover Blog

    3 Dezembro, 2017

    Lugar fantástico com paisagens magníficas :)Deve valer mesmo a pena visitar!

    • Reply

      projecto100rota

      3 Dezembro, 2017

      Vale sim, boas viagens !Obrigado.

  • Reply

    Tina Wells

    3 Dezembro, 2017

    Que aventura! E as fotos estão lindas! As vezes é bom viajar sem muitos planejamentos, sair caminhando e descobrindo os lugares! Mas com precaução, para não entrar numa roubada! Ainda bem que deu tudo certo!

    • Reply

      projecto100rota

      3 Dezembro, 2017

      heheh isso memso Tina, correu tudo bem! Obrigado

  • Reply

    Luciana Rodrigues

    3 Dezembro, 2017

    Boa rota para explorar a montanha durante o verão. A natureza é realmente linda! E bom saber que por lá há sidra, porque eu adoro, mas aqui na Itália a gente quase não acha.

    • Reply

      projecto100rota

      4 Dezembro, 2017

      Se há SIDRA! Por todo o lado !! Boas viagens !

  • Reply

    Lid Costa

    3 Dezembro, 2017

    Nunca tinha ouvido falar desse Parque Nacional de Picos da Europa. Pelas fotos lindíssimas parece ser um passeio muito interessante! Deve ser uma experiência bem legal caminhar por aí.

    • Reply

      projecto100rota

      4 Dezembro, 2017

      OLha até aqui em Portugal há muita gente quenunca ouviu falar, faz lembrar os Alpes mas muuuuuito mais perto e baratoooo!!

  • Reply

    Eloah Cristina

    4 Dezembro, 2017

    Que fantástico. Primeira vez que leio a respeito e já fiquei apaixonada.

    • Reply

      projecto100rota

      4 Dezembro, 2017

      Que bom Eloah, boas viagens !

  • Reply

    Ana

    5 Dezembro, 2017

    Que fotografias (e paisagens) maravilhosas! Nunca estive nos Picos da Europa mas já experimentei a famosa sidra em Oviedo. Apesar de apreciar todo o “ritual” de colocar a sidra no copo de bem alto e de estar com grandes expectativas relativamente ao sabor, mal provei percebi que era horrível (pelo menos para o meu gosto) e não consegui dar mais de um par de goles! Por acaso este post é uma sugestão fantástica para umas mini-férias menos planeadas. Também adoro acampar pelo que me vejo a fazer algo assim de carro, como vocês fizeram. Menos a parte da caminhada inesperada, que podia ter corrido mesmo mal, haha! Valeu-vos a sorte, como dizes, e ficaram com uma bela recordação.

    • Reply

      projecto100rota

      5 Dezembro, 2017

      Pois foi Ana…grande sorte… tens de ir até lá então, também não apreciamos muito a “boída” hahah , nós queremos voltar mas apreciamos mais no verão ou primavera este tipo de região. Obrigado pelo comentário !

  • Reply

    cris

    6 Dezembro, 2017

    Eu estou simplesmente encantada com essas paisagens! Realmente nunca havia pensado em me aventurar em um roteiro semelhante… O PARQUE NACIONAL DOS PICOS acabou de roubar meu coração! 🙂

    • Reply

      projecto100rota

      11 Dezembro, 2017

      Sério cris ? Que bom, espero que visite em breve !!

  • Reply

    angela sant anna

    6 Dezembro, 2017

    aehauehau como assim relaxar caminhando 20km wtff eu tava eh MORRENDO aaheuahe lugares incriveis de visitar, nunca tinha pensando em explorar essa regiao

    • Reply

      projecto100rota

      11 Dezembro, 2017

      ahahah pois é…estrava sendo irònico !! Eu também ia morrendo hahaha

  • Reply

    Filipe Morato Gomes

    12 Dezembro, 2017

    O passeio é maravilhoso mas, de facto, arriscaram bastante. Com a montanha, tal como com o mar, é preciso muito respeito. Não repitam isso, por favor, que pode não correr tão bem. Vá, força nisso…. grande abraço e boas caminhadas.

    • Reply

      projecto100rota

      12 Dezembro, 2017

      Olá Filipe. Bem verdade, foi mesmo a inocência da ignorância porque até nem somos pessoas assim de absoluta adrenalina hahah. Obrigado por vires até aqui. Grande abraço !

Deixe uma resposta