Omã

Omã-Musandam, a “Noruega das Arábias”

Após um dia passado na bela Muscat abdiquei de dormir num hotel e lá fui eu para o Aeroporto. Não, não iria regressar. O meu próximo destino em Omã fica separado fisicamente do resto do Sultanato, faz fronteira unicamente com os Emirados Árabes Unidos e “aponta” directamente para o Golfo Pérsico e Estreito de Ormuz, uma das vias marítimas mais movimentadas do mundo.

Para visitar esta região tinha várias opções, alugava carro e percorria cerca de 1000km ida e volta, apanhava um ferry que sai do porto de Mutrah às Quintas e regrassa aos Sábados demorando cerca de 5 horas, ou ia de vôo doméstico na companhia Oman air e em uma hora estaria a pisar Musandam. Optei pela última hipótese. Não mais barata, mas o ferry já não tinha hipótese dado ser Sexta-feira. Alugando carro seria uma viagem muito longa e perderia um dia inteiro. Posto isto, achei que o melhor seria desembolsar cerca de 70€ e ir de avião. E não me arrependi nadinha, só pela paisagem à chegada vale a pena o investimento. DICA: O melhor lugar no avião é à esquerda da cabine, no sentido Muscat-Musandam.

Conhecida por ser a “Noruega das Arábias” devido às agrestes montanhas e enseadas rochosas que “caem” abruptamente para o mar,  fazendo lembrar os “fjords” das regiões mais geladas do planeta.

Nas minhas pesquisas antes de rumar a Omã, dei conta que esta região era posta um pouco de parte nos roteiros. Não que não a achem atractiva para visitar, mas simplesmente é de mais difícil acesso e então optam por deixá-la de fora.

Ora quem me conhece sabe que sou muito teimoso nestas andanças, e quando leio num dos melhores blogs de viagens do mundo (João Leitão viagens) alguém como o João que já visitou mais de 100 países dizer que: “uma das suas mais belas experiências em viagem foi o passeio de barco-dhow por entre os “fjords” de Musandam…” para mim não havia muito a decidir, teria de ir a Musandam e fazer a viagem de barco.

O meu plano foi o seguinte: Chegar ao aeroporto de Khasab às 11h30 vindo de Muscat. Ir a pé do aeroporto até ao porto (6km) e comer qualquer coisa pelo caminho atravessando a cidade. Ás 13h30 embarcar na minha viagem pelos “fjords” de Musandam. No fim do “tour” que demorou cerca de 4horas, passear por Khasab, jantar, arranjar dormida e no dia seguinte às 12h apanhar o ferry de volta a Muscat.

Foi um plano talvez algo arriscado, pois caso o avião se atrasasse punha em causa os próximos 2 dias, mas às vezes há que ser assim.

Correu “quase” tudo como previ à excepção da caminhada, e da dormida.

Na caminhada uns Omanitas que passavam pararam e ofereceram-me boleia até ao castelo de Khasab. Na dormida, ao sair do porto depois do passeio de barco não passei do posto da Guarda Costeira de Omã. Não, não fui preso nem nada do género. Fiz grandes amigos e deram-me cama, comida e quase roupa lavada. Ou seja, correu ainda melhor!!

Castelo de Khasab (construído pelos tugas)

Musandam é o nome da região mais pequena de Omã, tem como maior cidade Khasab e é onde se situa o aeroporto e o porto. Digamos que o aeroporto fica numa ponta e o porto na outra.

Khasab é uma cidade relativamente pequena, mas achei bem interessante, tive algum tempo para explorá-la pois assim que cheguei apanhei a tal boleia e deixaram-me mesmo no centro da cidade em frente ao pequeno, mas bonito forte “português”. No entanto como era Sexta-feira estava encerrado.

Se puder visite-o, foi construído pelos portugueses quando passavam por aqui para ir ás compras à Índia e arredores.”

Mais uma vez não tinha nada reservado no que diz respeito ao passeio de barco, mas não foi preciso. Chegado ao porto vi as embarcações tradicionais “dhow” ancoradas ao longe,aproximei-me, e de imediato apareceu um senhor que me perguntou se tinha reserva (aqui, o meu coração pulou) eu disse que não, ele calmamente disse que não havia problema, só perguntou para saber se já tinha o meu nome lá na folha, (alívio). Questionei só o preço não fosse ter alguma surpresa, mas não, bateu certo 15OMR(Rial) por meio dia de passeio ou seja cerca de 40€.

Caso queira ser mais cauteloso irá encontrar na internet várias empresas que lhe podem reservar e fazer o passeio, posso aconselhar-lhe a Khasab toursaqui consegue também mais informações acerca de outros circuitos nesta região.

Barcos tradicionais omanitas”dhow”

Há hora marcada (13h30m) só estava eu, mas volvidos uns 10 minutos chegou uma simpática família australiana (casal e 2 filhos pequenos) e um casal de franceses. Esperámos um pouco e lá partimos.

Além de todo o entorno, o barco é muito confortável, o convés tem tapetes e podemos descansar apreciando a paisagem. É também oferecida fruta variada à descrição, tâmaras, água e café.

Normalmente fazem também uma longa paragem na Telegraph Island (No século XIX a Grã-Bertanha e a Índia tinham uma grande necessidade em comunicar de uma forma mais rápida, então colocaram um cabo submarino pelo golfo pérsico, desembocando aqui nesta pequena ilha onde construíram uma estação). Aqui, se vier preparado pode dar um mergulho, apreciar alguns corais e nadar junto com peixes coloridos.

Durante o passeio irá avistar também algumas aldeias que são acessíveis apenas por barco. Por certo, em rápidas e pequenas lanchas passarão por si também alguns contrabandistas iranianos que vêm aqui comprar todo o material possível e imaginável que não encontram no seu país.

Foi muito emocionante esta viagem para mim. Sobretudo quando avistámos os golfinhos que nadavam acompanhando o barco. Era o 3ºdia sem estar com a minha família e imediatamente veio à minha cabeça do pensamento de “como o meu filhote ia adorar ver os golfinhos assim em liberdade.” Há de haver oportunidade!

Fiz alguns vídeos e tirei algumas fotos deste maravilhoso lugar que vos deixo abaixo:

O guia que estava no barco vai explicando algumas curiosidades acerca do local o que é agradável.

Tentei apreciar ao máximo cada momento e também comi muita fruta e bebi muito chá. Senti que o passeio foi muito revigorante e muito tranquilo, o que gosto. Mas tudo o que é bom tem um fim, e ao final do dia já estava em terra com a certeza de que valeu bem a pena.

No dia seguinte às 12h apanhei o ferry “mais rápido do mundo” que em 5h coloca-o em Muscat numa chegada ao pôr do sol no porto de Mutrah, épico. A troco de 23 OMR tem bilhete assegurado com direito a almoço, lanche e bebidas. Pode reservar com antecedência, enviando email para a www.nfc.om

Ferry “mais rápido do mundo”

Não há muitas opções de alojamento em Khasab o que siginifica que as poucas que há são um pouco caras. No entanto e apesar de não ter dormido em nenhum hotel uma boa opção custo/benefício é o Khasab hotelEm alternativa se estiver cheio ou não lhe agradar dê uma olhadela no Airbnb.

21 Comments

  • Reply

    Filipe Morato Gomes

    25 Março, 2017

    Parabéns pelo relato, dá para quem não conhece ficar com uma bela ideia do passeio de barco pelos fiordes de Musandam. De resto, acabaste por não visitar nada em terra? Abraço.

    • Reply

      projecto100rota

      25 Março, 2017

      Olá Filipe, em terra só mesmo Khasab, foi mesmo tudo contadinho a nível de tempo, chegar de avião/almoçar/passeio de barco/dormir/apanhar o ferry para voltar heheh Aqui decidi “previligiar o mar”.Para visitar algo mais em terra precisava de mais um dia. Preferi “guardar” esse dia para outra zona de Omã nas montanhas ao redor de Nizwa nomeadamente.Abraço aí!

  • Reply

    Ruthia

    8 Abril, 2017

    Os portugueses “andaram às compras” para os lados do Oriente e deixaram vestígios por aí fora. Que maravilha de passeio e de experiência. Fez bem em arriscar sair dos roteiros habituais.
    Abraço

    • Reply

      projecto100rota

      8 Abril, 2017

      Hehehe pois foi era pessoal que gostava de sair para ir às compras… Sim é mesmo eu gosto sempre de sair do roteiro habitual!!. Obrigado e boas viagens!

  • Reply

    Flávia Donohoe

    8 Abril, 2017

    que experiência incrível e a vista dos fiordes sem comentários. Um local bastante diferente, mas que chama a atenção, já quero visitá-lo! Abraços

    • Reply

      projecto100rota

      9 Abril, 2017

      Obrigado Flávia!! Abraço!

  • Reply

    Anderson Kaiser

    9 Abril, 2017

    Poxa. Agora despertou uma certa vontade de conhecer e com certeza de fazer o passeio de dhow. Que paisagens legais e que relato interessante.

    • Reply

      projecto100rota

      11 Abril, 2017

      Obrigado Anderson, fico feliz em saber que despertou essa vontade!

  • Reply

    Cynara Vianna

    9 Abril, 2017

    Que passeio hein! Uma experiência incrível e com certeza você estava com muita vontade de conhecer, pegar um avião praticamente para fazer um passeio de barco é muita disposição e vontade, mas pelo que você relatou e nos mostrou nas fotos e vídeos, valeu muito a pena.

    • Reply

      projecto100rota

      11 Abril, 2017

      Olá Cynara, sim sinto que valeu a pena! Obrigado e boas viagens!

  • Reply

    angela sant anna

    10 Abril, 2017

    que legal eu realmente não conhecia!! adorei os vídeos! é complicado tirar o visto?

    • Reply

      projecto100rota

      11 Abril, 2017

      Olá Angela, é fácil, pode tirar á chegada ao Aeroporto ou mesmo na fronteira se vier do Dubai.Boas viagens!

  • Reply

    Leo Vidal

    10 Abril, 2017

    Não conhecia, amei cada detalhe e as fotos tão lindas.

    • Reply

      projecto100rota

      11 Abril, 2017

      Obrigado Leo!

  • Reply

    Fernanda

    10 Abril, 2017

    Que lindo esse lugar. Desconhecia completamente. Oman ainda não está nos meus planos, mas depois de ler sobre Musandam, preciso dizer que despertou uma vontade 🙂
    Lindas as fotos e os vídeos!

    • Reply

      projecto100rota

      11 Abril, 2017

      Uau, ainda bem, é esse mesmo o propósito despertar vontades!Obrigado

  • Reply

    Fabia Fuzeti

    10 Abril, 2017

    Que passeio delícia! com golfinhos! Golfinhos são as criaturas mais incríveis. Que presente que eles apareceram! 🙂
    As paisagens sao lindas e muito interessante isso de Noruega das arábias.

    • Reply

      projecto100rota

      11 Abril, 2017

      Pois é Fabia, foi um passeio lindo mesmo. Obrigado e boas viagens!

  • Reply

    Keul Fortes

    15 Abril, 2017

    Que experiência hein? Demais! Adorei seu passeio. As fotos são lindas!

    • Reply

      projecto100rota

      16 Abril, 2017

      Foi mesmo…Obrigado

  • Reply

    Scorpio

    28 Junho, 2017

    Oman tornou-se conhecido como um dos destinos turísticos mais populares do Oriente Médio, graças à localização estratégica do país e à sua beleza natural preservada com a sua paisagem panorâmica. Khasab é uma atração para o turista dos Emirados Árabes Unidos e visitantes em todo o mundo. Sua água cristalina, montanhas poderosas e praias não estragadas são um ótimo destino para muitos turistas.

Deixe uma resposta